quinta-feira, 16 de maio de 2019

quinta-feira, 9 de maio de 2019

REUNIÃO DA ACM - 8.5.2019

Realizou-se ontem, 8/5/2019, quarta-feira, às 15h, em Fortaleza-CE, na sede da Academia Cearense de Medicina (ACM), mais uma reunião ordinária presidida pelo Ac. Djacir Figueirêdo (presidente da ACM).  
O Ac. Carlile Lavor nos brindou com uma conferência intitulada: Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz - Fiocruz Ceará.




























sábado, 4 de maio de 2019

POR: AC. JANEDSON BAIMA - MISSA DO 7º DIA DE MORTE DO DR. SÉGIO GOMES DE MATOS




Igreja Nossa Senhora de Lourdes - Fortaleza-CE

   
MISSA DO 7º DIA DE MORTE DO DR. SÉRGIO GOMES DE MATOS
PALAVRA DA ACADEMIA CEARENSE DE MEDICINA
“Nossos últimos dias, desde o mais próximo e pretérito dia 24, têm sido muito tristes para os que vivem nesta luminosa cidade de Matias Beck”
          Retirando os óculos (por não aderir às lentes progressivas) e com esse apontamento de dedo (não com a prepotência do dedo em riste, mas o dedo elegante de quem valoriza o que fala), provavelmente, essa teria sido a frase introdutória dessa homenagem póstuma, se neste microfone estivesse o Dr. Sérgio Gomes de Matos a manifestar-se a propósito do passamento de qualquer um de nós. Faço minhas as suas prováveis palavras.
          Boa noite a todos, se isso for possível. Estamos aqui, com pesar e honra, representando o Professo Djacir Gurgel de Figueiredo, Presidente da Academia Cearense de Medicina, assim como todo o corpo de acadêmicos da nossa arcádia.
          Desde que convocado para essa difícil missão, inquietei-me com a referência popular de que ao falarmos dos mortos criamos uma criatura imaginária, despida dos seus defeitos e vestida de falso virtuosismo. Então como eu faria se a memória do Dr. Sérgio não carece desse recurso? Será que minhas palavras soariam como falácias, sofismas?
          Certamente que não. Por vias das dúvidas, pensei uma estratégia, pois a coleção de virtudes do nosso querido Sérgio é tão grande que talvez parecesse mais verossímil aos menos avisados se eu a dividisse com o conjunto dos seus amigos.  Por isso, passei a anotar todas as manifestações que ouvia ou via, espontaneamente, sobre a sua pessoa, desde o momento da sua morte até o dia de hoje. Concordei com todas elas e ainda mais acrescentei. Suas dimensões humanísticas dispensam referências puramente acadêmicas ou curriculares já tão reconhecidas e alardeadas. Por isso, pontuarei seus caracteres relacionais, culturais, sociológicos e antropológicos.
·         Mentiram para mim. Desde que me chegou o outono da vida, recomendam-me para cuidar das amizades antigas, pois já não há tempo para novas e confiáveis amizades. O acadêmico Sérgio contrariou essa desdita. Ele foi o meu melhor amigo temporão. Aprendi a amá-lo como grande amigo desde 2011, quando da minha entrada na academia. Obrigado, Sérgio, pelo tempo que você investiu em mim. Confirmei com sua amizade a reflexão do Papa Francisco de que “Os amigos são sempre dons de Deus”.
          O conjunto das suas virtudes foi destacado por diversos amigos da sua maior ou menor convivência.
·         Desprendimento, Generosidade, Magnanimidade - Foram essas suas virtudes lembradas pelos acadêmicos João Evangelista e Flávio Leitão. Palavras do Dr. João Evangelista: “Se você estivesse em algum lugar do Sérgio (casa, consultório, biblioteca) e manifestasse admiração por algum objeto, livro ou qualquer item do ambiente, você não sairia sem levá-lo. Ele exigia que você o aceitasse”
·         Amizade - Ele pensava nos amigos mesmo quando distantes. Tudo que relacionava e interessava aos amigos ele captava e os presenteava como mimos (objetos, souvenirs, livros, matérias..). Não consegui ainda ler todos os livros sobre religião e espiritualidade que ele me doou, tantos foram eles nos últimos tempos. Restou-me o consolo de que, em todos eles, eu exigia a oferta com sua assinatura e leveza. Nesses dias, os li e reli todos os oferecimentos. O Sérgio cumpriu o Primeiro Mandamento da Lei de Deus amando o Pai por meio dos seus irmãos.
·         Humildade >>> (Cultura - Capacidades - Talentos) - Imensa memória, Vasto conhecimento, Parecia saber tudo de tudo > Sabedoria sem afetação > Conhecimento maior que a aparência > Ajudava o interlocutor sem constrangê-lo. O que mais me impressionava no Sérgio era a desproporção, rara de se ver, entre seus talentos e sua humildade. Viveu sem conhecer a soberba, a vaidade e a vanglória, apropriado aos grandes homens, às grandes almas.  
Acadêmico João Martins: destacou seu fino humor e sua capacidade de “sair à francesa”, como desta feita, saiu sem nos avisar.
Acadêmica Márcia Alcântara: chegou no Hospital de Messejana para aprender medicina com o Sérgio. Ele mostrou que isso era pouco. Ela precisava também estudar literatura. Sob sua égide, entusiasmou-se por Machado de Assis.
Acadêmico Eurípedes Chaves: o denominou “O Verdadeiro Varão de Plutarco”.
Professor e escritor Álder Teixeira (outro amigo temporão do Sérgio, forjado entre as estantes da Livraria Cultura): segundo o professor Álder, ali eles conversavam com a pilha de livros ao pé do sofá, como um cão de estimação.
Acadêmico Janedson: lembro com emoção de um episódio que nos aconteceu. Combinamos de redigir um documento da academia a quatro mãos. Então, eu fiz o rascunho preliminar e o apresentei. Ele leu pensativo e falou: “Está muito bom, mas você coloca vírgula demais”. Nunca imaginei que um dia eu voltaria a estudar o capítulo de pontuação, mas foi o que fiz. Que momento mágico foi aquele. Nunca mais colocarei vírgula em um texto, inclusive neste, sem lembrar do meu querido amigo.
Muitos outros se manifestaram: Drs. Djacir Figueiredo, Manassés Fonteles, Plínio Câmara (Professor/Mestre), Otho Leal (relação familiar), Eduilton Girão, Marcelo Gurgel, Lineu Jucá, Iran Rabelo, Ivan Moura Fé, Elias Boutala, Huyghes Parente, Salvio Pinto, Cesar Pontes, Augusto Guimarães, Vicente Leitão, Vladimir Távora e tantos outros.
·         Associativo, Participativo, Apaixonado, Plural, Conciliador - Incrível isso: Respeitávamos e apreciávamos suas generosas opiniões, até quando contrariava as nossas, quando entendíamos diverso. Quantas vezes revimos nossas sugestões ante a força, elegância e coerência dos seus argumentos!
·         Médico de corpo, mente e alma – Prática de medicina diferenciada:
Acadêmico Waldeney Rolim: é comovente o relato de como ele tratou e salvou a vida de uma parente do Dr. Waldeney, por mais de três meses de internamento hospitalar. Santa Medicina que ele praticava!
Acadêmico George Magalhães: destacou seu zelo pelo prontuário médico. Suas evoluções médicas apresentavam, além de irrepreensível detalhamento técnico, fortes traços de humanismo e erudição.



·         Pessoa insubstituível - Contrariando o dito popular, há pessoas insubstituíveis. Em troca de ideias com os Drs. Ricardo Pessoa e Ricardo Pereira, concluímos que faremos as funções que o Sérgio desempenhava mas, jamais, com a sua majestade.
·         Forte - Luminoso - Preenchia o ambiente que ocupava - Sempre aguardado - Parecia Eterno > AGORA O É!
·         Colaboração da Dona Verônica (secretária executiva da ACM): 
Entre prantos, ela me confidenciou: “Doutor, nunca sabemos quando nos vemos pela última vez. Jamais imaginei que, quarta-feira passada, seria a última vez que veria o Dr. Sérgio entrar por aquela porta”. Não permitamos que a perda do Sérgio seja em vão. Aprendamos mais essa lição. Amemo-nos e demonstremos o nosso carinho uns pelos outros. Como nos ensina o Apóstolo Paulo, aliviemo-nos mutuamente, ajudando a carregar os pesos e fardos uns dos outros. Não neguemos nossos abraços, beijos, afagos e sinceros elogios com os demais.
·         Colaboração final
No velório, ao lado do caixão de repouso do Sérgio, ouvi do Dr. João Brito, meu colega de turma: “Janedson, parece que Ele, ultimamente, tem escolhido e levado os melhores, mesmo ainda tão novos”. Não me contive e expus minha pretenciosa tese de conquista do céu: por acreditar que viemos a esse mundo para preparar a vida eterna, os muito bons – como foi o Sérgio – precisam de menos tempo para essa conquista. Será?
Finalizando (para a família):
·         O Sérgio fez sua páscoa em tempo pascal, tempo de passagem, de mudanças, quando tentamos matar nosso “homem velho” para surgir o “homem novo”. No Evangelho de São João (3,3), Jesus Cristo recomenda ao incrédulo Nicodemos que “você deve nascer de novo”. Pois bem, isso se aplica a todos nós, por que não também ao Sérgio? Ele nasceu de novo, só que para o “homem espiritual”, “para o Reino de Deus”.
·         O que assusta não é essa morte física, corporal. O pavor se reserva à morte eterna. O acadêmico Dr. Sérgio Gomes de Matos, ao contrário, ganhou a vida eterna!

Ac. Janedson Baima Bezerra

quarta-feira, 24 de abril de 2019

POR: MARCELO GURGEL - Pesar pelo acadêmico Sérgio Gomes de Matos



Ac. Marcelo Gurgel e Ac. Sérgio Gomes de Matos  ( foto da última reunião da Academia 10/04/2019)

Clicar no link abaixo. 
Blog do Marcelo Gurgel

https://blogdomarcelogurgel.blogspot.com/

POR: MÁRCIA ALCÂNTARA - Meu querido amigo Sérgio Gomes de Matos


Aca. Márcia Alcântara

Meu querido amigo Sérgio Gomes de Matos

Por: Márcia Alcântara

Sérgio, O Doutor Sérgio, médico de homens, dotado de uma empatia revelada no reconhecimento da dor do outro, completada pelo altruísmo de amplitude ilimitada, varou sua vida cuidando de muitos e respeitando a todos.
Atenção aos pacientes e seus familiares era fato notoriamente comprovado. Aos amigos sempre teve atenções redobradas. Vale contar aqui que conheci Sérgio nos meus 38 anos de idade, quando era completamente distante da literatura e outras atividades culturais. Só pensava em medicina e na família. Foi então que recém-chegado ao Hospital de Messejana, ele já um excelente clínico, diagnosticista por natureza, enveredou pelos rumos da pneumologia e me conheceu, logo me adotando como discípula da Clinica Médica e de seu saber literário. Introduziu-me à leitura de clássicos e de romances ditos muito bons. Li Machado de Assis, sob sua égide.
Assim, me fez tomar gosto por essas duas vertentes do conhecimento, me fazendo ficar viciada naquilo que mais gosto: ler e escrever, além de também continuar diagnosticando e tratando doenças do aparelho respiratório. Ser médico e literato, requer veios de gosto pela humanidade. E o Sergio era humanista. 
Admirar o Sérgio seja no discurso erudito e histórico, seja numa sessão clinica ou numa roda de conversa, ou num grande e profícuo discurso na Academia Cearense de Medicina, fez parte importante de meu viver no âmbito da Medicina e das sociedades médico-literárias. Nunca perdeu o bom humor, quase sempre tendo um fato da vida real ou não, para contar de modo lúdico e muitas vezes hilário, sempre com um cunho cultural de permeio. Para mim, ele estará sempre presente nesses momentos em que se filosofa sobre a vida ou sobre a resenha de algum livro.
Obrigada meu grande e querido amigo Sergio Gomes de Matos. Sergio Gomes. Como eu costumava chamá-lo.
Siga povoando os céus com seus saberes.

ACADEMIA CEARENSE DE MEDICINA ESTÁ DE LUTO - SÉRGIO GOMES DE MATOS PARTIU!


Ac. Sérgio Gomes de Matos e sua esposa Rosa Gomes de Matos (Foto - Natal da ACM- 2017)

Com imenso pesar comunicamos o súbito falecimento do confrade Sérgio Gomes de Matos, hoje, 24/04/2019, em Fortaleza-CE. 
A Academia Cearense de Medicina enlutada se solidariza com os familiares e amigos do Dr. Sérgio, nesse momento de dor. 
Para homenageá-lo, postaremos, abaixo, cinco vídeos que retratam algumas de suas brilhantes participações em nossa Arcádia. 
O corpo do Dr. Sérgio Gomes de Matos será velado a partir de 15h de hoje, na funerária Ethernus, à Rua Padre Valdevino, nº1688, Fortaleza-CE. Amanhã haverá uma missa de corpo presente, às 8h, e, em seguida, seu corpo será cremado.

 
 
 
 

quinta-feira, 11 de abril de 2019

REUNIÃO DA ACM - 10.4.2019

Realizou-se ontem, 10/4/2019, quarta-feira, às 15h, em Fortaleza-CE, na sede da Academia Cearense de Medicina (ACM), mais uma reunião ordinária presidida pelo Ac. Djacir Figueirêdo (presidente da ACM).  
O Prof. Dr. Luciano Pinheiro nos brindou com uma conferência intitulada: "Interrupção de gravidez de feto anencéfalo".























quinta-feira, 14 de março de 2019

REUNIÃO DA ACM - 13.3.2019

Realizou-se ontem, 13/3/2019, quarta-feira, às 15h, em Fortaleza-CE, na sede da Academia Cearense de Medicina (ACM), mais uma reunião ordinária presidida pelo Ac. Djacir Figueirêdo (presidente da ACM).  
O Dr. Renan Montenegro nos brindou com uma conferência intitulada "DISRUPTURAS ENDÓCRINAS" e o Ac. Marcelo Gurgel participou do PINGA FOGO com seu trabalho "SOMOS PEQUENOS DA CRUZADA", apresentado no XXVII Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (SOBRAMES), em setembro de 2018, na cidade de São Luiz-MA.